O que é mordida cruzada e como isso impacta na qualidade de vida?

6 minutos para ler

O cuidado com a saúde dos dentes não é apenas uma preocupação estética, mas, também, uma forma de manter o corpo saudável. Apesar de ser um problema bastante comum entre crianças e adultos, afetando cerca de 10% da população, muitas pessoas ainda não sabem exatamente o que é mordida cruzada e qualidade de vida.

A mordida cruzada se trata de uma alteração no posicionamento dos dentes que leva a projeção da arcada inferior em relação ao arco supefrior. Ou seja, a posição natural — a qual os dentes superiores cobrem os inferiores como a tampa de uma caixa — apresenta-se invertida e pode desencadear outras complicações, não somente esteticamente, mas, também, como na hora de mastigar, respirar e até na audição.

A mordida cruzada pode ocorrer de maneira unilateral, que é quando o deslocamento aparece apenas de um lado (direito ou esquerdo), ou bilateral, quando acontece de ambos os lados. Pensando em esclarecer as dúvidas a respeito desse problema, esclarecemos, a seguir, tudo o que você precisa saber sobre esse tema para você ficar tranquilo. Então, continue com a leitura e confira o nosso material!

O que é e como descobrir a mordida cruzada?

Bom, você já sabe que a mordida invertida, como é popularmente conhecida, altera a posição dos dentes na boca. Com esse problema, tanto o maxilar quanto a mandíbula são prejudicados e, assim, o funcionamento de toda essa região dentária pode sofrer alguns danos.

Para que você entenda melhor essa imperfeição, pense em uma caixa sem tampa. Como uma parte dos dentes está posicionada mais na direção interna, há um desequilíbrio justamente com os complementares, que começam a ir no sentido contrário aos outros, e daí a alusão à caixa destampada.

Muitas crianças estão propensas a terem mordida cruzada, já que ela é uma consequência, em muitos casos, do uso contínuo da chupeta e da mamadeira. Os artefatos, quando usado por muito tempo durante a infância, podem impedir o alinhamento do sorriso infantil, porém, essa deformidade também pode ser passada de pai para filho.

Se você quer mesmo identificar a disfunção e melhorar o seu sorriso, a primeira coisa que você deve fazer é procurar um dentista. Afinal, apenas o profissional está preparado e capacitado para localizar a má oclusão, outro nome para a mordida cruzada. Sendo assim, não hesite em buscar ajuda de quem entende do assunto!

Quais as causas da mordida cruzada?

Na maior parte dos casos, o desalinhamento da mordida tem origem genética. Acontece é que pode ocorrer um subdesenvolvimento do osso que sustenta os dentes superiores e, sendo o maxilar menor que o ideal, a arcada de cima não consegue cobrir a de baixo.

Outro fator que provoca a mordida cruzada é o desenvolvimento excessivo da estrutura óssea que sustenta o arco inferior. Ou seja, com a mandíbula maior que o que é considerado ideal, a alteração inevitavelmente aparece.

É importante ressaltar que alguns hábitos inadequados também podem desencadear e até agravar o problema, como o ato de chupar o dedo ou até mesmo o uso da chupeta por muito tempo, como já foi mencionado. Por isso, os pais devem verificar sempre como estão nascendo os dentes da criança, sejam eles de leite ou já permanentes e educá-los de modo que evitem a continuar com esses hábitos. 

E isso não é tudo! Ainda são fatores de risco o mau posicionamento dos dentes, a respiração bucal, a falta de espaço na arcada e a presença de novos dentes. Todos esses elementos podem impactar o seu sorriso e causar a maloclusão e, com ela, alguns problemas extras.

Quais as consequências da mordida cruzada?

As consequências estão diretamente relacionadas à idade do paciente. Em crianças, que estão na fase de desenvolvimento ósseo, o tratamento é ainda mais fácil, com o uso de aparelhos para que ambas partes do sorriso cresçam alinhadamente.

Porém, se a mordida não é corrigida durante a infância, o desalinhamento das arcadas dentárias pode atrapalhar a mastigação do pequeno, provocar alterações na respiração, prejudicar a fonação e, até mesmo, lesar o desenvolvimento dos ossos faciais.

Já na fase adulta, sem o tratamento adequado, a mordida cruzada costuma aumentar o risco de bruxismo, contração das gengivas, desgaste das articulações bucais e pode evoluir para fraturas faciais e perda dos dentes.

Diante de qualquer problema de saúde, o melhor a fazer é manter a calma e procurar um especialista. E não precisa ter medo, pois os tratamentos para a mordida cruzada são simples.

Quais tratamentos são indicados para corrigir mordida cruzada?

Como você percebeu, o tratamento será melhor e mais rápido quanto antes for descoberto e acompanhado por um profissional. A correção da mordida na infância, por exemplo, costuma ser mais fácil e eficiente por causa da formação óssea nessa fase. Com o aparelho ortodôntico adequado, é possível estimular o crescimento da maxila e frear o desenvolvimento da mandíbula.

Com a parte inferior e superior retificadas, é possível alinhar a posição dos dentes e acertar o fechamento das arcadas. Diga adeus às dores de cabeça na vida adulta e previna que as crianças sofram diversos problemas relacionados à mastigação e até a maneira de escutar.

Ficou com dúvidas em relação ao tipo ideal de aparelho de correção? Não se preocupe: o seu dentista determinará o melhor tratamento, pois o procedimento varia de caso para caso.

De maneira geral, saiba que os aparelhos para correção podem ser fixos ou removíveis, dependendo do grau de maloclusão apresentado pela pessoa. Apenas em casos mais graves é que o alinhamento da mordida precisa de uma intervenção cirúrgica, a ser indicada e realizada, também, pelo cirurgião de odontologia.

Como a mordida cruzada e qualidade de vida estão relacionadas?

Entre as principais consequências desse desvio está o fator estético. A inversão da mordida prejudica o alinhamento do sorriso e isso pode minar a autoestima de qualquer pessoa, danificando as relações interpessoais.

Vale destacar que os demais problemas decorrentes da mordida cruzada também devem ser tratados de forma adequada, sobretudo a retração da gengiva e o bruxismo. Essas duas avarias promovem o desgaste e podem evoluir para a perda dos dentes, o que diminui a funcionalidade da mastigação e enfraquece ainda mais a autoestima do indivíduo.

Agora que você já sabe o que é mordida cruzada e qualidade de vida, não deixe de procurar um bom dentista para fazer sua avaliação periódica e evitar complicações. Gostou do nosso artigo? Saiba tudo sobre a ortodontia, a qual o dentista pode indicar a melhor solução para o seu sorriso, baixando gratuitamente o nosso e-book.

 
The following two tabs change content below.

Drª Talitha

A Drª Talitha de Cássia Silva Sousa tem 7 anos de atuação na área de odontologia e mais 9 anos de dedicação a área de prótese e reabilitação. Graduou-se em 2011 pela Faculdade de Odontologia de São José dos Campos — UNESP. Em 2014 tornou-se Mestre em Odontologia Restauradora, Especialidade de Prótese Dentária por meio do Programa de Pós-graduação do Instituto de Ciência e Tecnologia campus de São José dos Campos. Desde 2017 cursa Especialização em Ortodontia por meio da Instituição Ortogeo em São José dos Campos, unidade de ensino FACSETE — Faculdade de Tecnologia de Sete Lagoas.
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-