Gengiva inflamada: conheça os sintomas e tratamentos!

4 minutos para ler

Quadros de gengiva inflamada são muito comuns e podem acometer pessoas de qualquer idade. Isso porque esse problema se relaciona a diversos fatores e exige atenção porque tende a agravar se não tratado.

A inflamação da gengiva começa muito sutil e, na maioria das vezes, sem sintomas. Contudo, com o passar do tempo os incômodos surgem, bem como alterações no tecido, e é preciso estar atento a esses sinais para procurar um dentista.

Preparamos este artigo para falar sobre esse problema que muitas vezes passa despercebido. Continue lendo para saber quais são os sintomas da gengivite, a fim de monitorar sua saúde bucal e evitar as complicações.

Causas da gengiva inflamada

Gengivite é o nome da doença bucal que se caracteriza pela gengiva inflamada. Esse problema é um dos mais comuns e pode afetar pessoas em qualquer faixa etária, pois está relacionado, principalmente, com o acúmulo de placa bacteriana.

Se não escovamos os dentes corretamente ou deixamos de fazer essa higiene, os resíduos de alimento formam esse biofilme, que prolifera bactérias. Elas liberam ácidos agressivos e o organismo desencadeia uma resposta inflamatória na tentativa de combatê-las. Alguns fatores podem favorecer a gengivite, sendo:

  • alterações hormonais;
  • tártaro;
  • tabagismo;
  • diabetes;
  • traumas e lesões;
  • carências nutricionais;
  • próteses mal adaptadas.

Entretanto, independentemente daquilo que deixa a gengiva inflamada, esse problema pode se tornar muito incômodo com o passar do tempo. Afinal, a tendência é de que se agrave cada vez mais.

Sintomas da gengiva inflamada

Quando a gengivite está no começo ela pode passar despercebida pelo indivíduo. Isso porque costuma ser assintomática ou provocar manifestações sutis e que nem sempre chamam a atenção. Esse é o caso de um pequeno sangramento ao escovar os dentes.

Contudo, se as causas da inflamação não forem descobertas e o paciente não receber tratamento, a tendência é de que o problema expanda e se intensifique. Por isso, é fundamental ficar atento aos sinais que a boca emite de que algo está errado, como:

  • sangramentos, sob estímulo ou espontâneos;
  • gengivas inchadas;
  • sensibilidade;
  • alteração de cor da pele;
  • mudança na textura da pele;
  • gosto ruim na boca;
  • mau hálito.

Lembrando de que esses sintomas variam em intensidade, mas ainda que sejam sutis, exigem atenção. Além disso, nem sempre se manifestam ao mesmo tempo, variando em função da gravidade da inflamação.

Complicações da inflamação na gengiva

Ressaltamos que a gengiva inflamada precisa de tratamento, porque se não receber atenção ela traz complicações, evoluindo para um quadro de periodontite. Nesse caso, a inflamação não fica restrita ao tecido gengival, mas afeta toda a estrutura que sustenta os dentes (periodonto).

A periodontite, portanto, é um processo inflamatório muito mais intenso e que pode se tornar uma infecção. Ela atinge até mesmo o osso que mantém os dentes fixos na boca e leva à perda dos tecidos que envolvem a dentição, acarretando a perda de dentes.

Assim, um problema que iniciou de forma silenciosa e discreta pode tomar grandes proporções. Portanto, quando perceber o menor sinal de gengiva inflamada, é fundamental procurar um dentista para iniciar um tratamento.

Tratamentos para inflamação na gengiva

Como, na maioria dos casos, a gengiva inflamada se relaciona com acúmulo de placa bacteriana e tártaro, uma das primeiras medidas realizadas pelo dentista é a profilaxia dentária (limpeza de consultório). Ele removerá todos esses resíduos para eliminar as bactérias que causam inflamação.

Também poderá indicar o uso de cremes dentais e enxaguantes bucais específicos para o tratamento da gengivite. Além de conter a gengivite, esses produtos combatem as bactérias e mantêm a boca limpa.

Quando a inflamação está um pouco mais intensa, pode ser necessário o uso de medicamentos anti-inflamatórios. Já os quadros ainda mais graves, que se tornaram periodontite, por exemplo, podem exigir até mesmo antibióticos.

Como você viu, a gengiva inflamada pode ser tratada com intervenções mínimas se for diagnosticada no começo. Assim, é fundamental consultar um dentista ao perceber os primeiros sintomas, para conter o processo inflamatório e evitar complicações maiores e tratamentos complexos.

Saiba mais sobre outros problemas bucais, seus tratamentos e medidas preventivas. Assine a nossa newsletter e enviaremos informações diretamente para o seu e-mail!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-