Está com a boca seca? Saiba quais são as possíveis causas do problema

4 minutos para ler

Quando o assunto é prevenção e manutenção da saúde bucal e geral, a saliva desempenha papéis importantíssimos, como lubrificação, proteção, manutenção da integridade dos dentes, atividade antibacteriana e até digestão.

Assim, a sensação de boca seca, também conhecida como xerostomia, é um quadro relacionado a diversas origens, levando a um desequilíbrio oral e vários problemas. No post de hoje, você vai conhecer um pouco mais sobre essa sensação e quais são seus tratamentos. Acompanhe!

O que é a boca seca?

Boca seca significa que você não produz saliva suficiente para manter sua boca úmida. Como o próprio nome diz, essa sensação se dá pela secura da região bucal e é um problema que pode estar relacionado à diminuição do fluxo salivar, a distúrbios como o ronco e a respiração bucal, à desidratação excessiva ou ao uso intenso da fala.

Quais problemas podem ser gerados por esse problema?

A boca seca está ligada a uma variedade de problemas de saúde, podendo produzir muitos efeitos negativos na sua qualidade de vida. Ela pode ocasionar uma alteração do equilíbrio nutricional e hábitos alimentares, alterações na fala, perda de paladar, levar à queimação bucal, mau hálito e má adaptação ao uso de próteses dentárias. Além disso, pode aumentar o risco de infecções como candidíase oral, cárie, doenças periodontais e perda dental.

Quais são as principais causas?

As principais causas que levam à xerostomia são fatores relacionados à desidratação excessiva da boca e mucosa, como a respiração bucal e o ronco, a utilização excessiva da fala devido à profissão e, também, a desidratação corporal como um todo.

Se o problema for decorrente de uma hipossalivação, porém, suas causas podem ser decorrentes de doenças como diabetes, síndrome de Sjögren, mal de Alzheimer, estresse, medicações, radioterapia para cabeça e pescoço e, ainda, efeitos deletérios das glândulas salivares devido ao envelhecimento.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico baseia-se na história médica do paciente e no exame clínico feito pelo cirurgião dentista. É muito importante que você consulte um profissional especializado, para ter o diagnóstico correto e tratamentos adequados.

Lábios ressecados, mucosa oral seca, língua fissurada e lesões cariosas recorrentes podem ser sinais do problema e ajudar no diagnóstico. A investigação de doenças sistêmicas que podem ocasionar o quadro também pode ocorrer, bem como a realização de exames que medem o fluxo salivar, como a sialometria.

Qual é o tratamento?

O tratamento da boca seca é desafiador, pois, muitas vezes, a causa do problema é a solução de outro, como acontece com alguns medicamentos de doenças crônicas. No entanto, algumas atitudes podem ser tomadas para mudar esse cenário, como estas:

  • consulte o médico sobre a possibilidade de trocar medicamentos;

  • use hidratante labial;

  • diminua o consumo de bebidas alcoólicas e alimentos com altos teores de sódio;

  • reforce as vitaminas;

  • aumente a ingestão de água;

  • utilize saliva artificial, em casos mais severos;

  • conte com um umidificador de ar no ambiente durante o sono;

  • utilize medicamentos que aumentem o fluxo salivar, sob prescrição do profissional;

  • aumente o fluxo salivar com gomas de mascar sem açúcar ou borrachas específicasl.

Uma vez que a boca seca leva a problemas de saúde bucal e geral, é imprescindível procurar o cirurgião dentista para avaliar o caso e propor o melhor tratamento, garantindo maior qualidade de vida e bem-estar.

Esperamos que esse artigo tenha sido útil para você. Seja qual for sua opinião, deixe seu comentário.

The following two tabs change content below.

Drª Talitha

A Drª Talitha de Cássia Silva Sousa tem 7 anos de atuação na área de odontologia e mais 9 anos de dedicação a área de prótese e reabilitação. Graduou-se em 2011 pela Faculdade de Odontologia de São José dos Campos — UNESP. Em 2014 tornou-se Mestre em Odontologia Restauradora, Especialidade de Prótese Dentária por meio do Programa de Pós-graduação do Instituto de Ciência e Tecnologia campus de São José dos Campos. Desde 2017 cursa Especialização em Ortodontia por meio da Instituição Ortogeo em São José dos Campos, unidade de ensino FACSETE — Faculdade de Tecnologia de Sete Lagoas.
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-