Enxaguante bucal traz problemas para a saúde?

3 minutos para ler

O enxaguante bucal é um produto importante quando se trata da saúde da nossa boca. Por ser um líquido, ele alcança até os locais em que o fio dental não consegue e deixa a higienização bucal mais completa. Há muitas informações distorcidas acerca desse produto e é por isso que vamos falar um pouco mais sobre ele neste post.

Quer esclarecer suas dúvidas sobre o enxaguante bucal? Então continue a leitura!

Qual é o problema do uso indiscriminado do enxaguante bucal?

Você pode encontrar enxaguantes bucais em farmácias, supermercados e diversos estabelecimentos sem a necessidade de uma prescrição do odontólogo. Basta ir até a prateleira, levar ao caixa, pagar e sair da loja. Mas você sabia que orientações profissionais são necessárias para o uso desse produto?

O uso indiscriminado do desinfetante bucal com álcool pode causar câncer de boca. Isso foi constatado em uma pesquisa realizada na Austrália, na qual foi identificada uma forte relação entre esse tipo de câncer e o uso de enxaguantes com álcool.

Esse produto pode afetar o teste do bafômetro?

É muito comum as pessoas pensarem que o álcool contido no enxaguante bucal pode alterar o resultado no bafômetro, mas isso não passa de um mito, afinal de contas, como o álcool não vai para a corrente sanguínea, não tem como chegar até os pulmões. Portanto, você não tem com o que se preocupar.

O uso do enxaguante substitui a escovação?

Nada pode substituir a escovação dos dentes, e o uso do enxaguante é apenas uma das etapas para manter a saúde da sua boca em dia — e não basta apenas colocar a pasta na escova e passar nos dentes, existe uma forma correta de fazer isso e uma escova adequada para cada objetivo e momento da vida!

Como usar o enxaguante bucal da forma correta?

Como já foi dito acima, o uso do enxaguante bucal sem orientação pode causar problemas graves de saúde. Portanto, caso você queira usá-lo, pergunte ao seu dentista qual é a melhor opção e a melhor forma e uso. Muitas marcas não apresentam álcool na fórmula dos produtos, mas ainda assim uma orientação é necessária para utilizá-los de forma correta.

Esse produto oferece inúmeros benefícios quando as orientações dos profissionais são seguidas. Por exemplo, ele ajuda a evitar doenças típicas da boca como a gengivite que, quando não tratada, pode evoluir para um quadro mais grave chamado de periodontite.

Além disso, os enxaguantes que contêm flúor ajudam na prevenção das cáries. Eles conseguem eliminar diversas bactérias que, se não forem removidas, desenvolvem também a placa bacteriana, formando o tártaro.

Qual é a melhor forma de usar o enxaguante?

Os colutórios, como são também chamados, devem ser utilizados apenas uma vez por dia e não há nenhuma necessidade de frequência maior que essa. O ideal é usar o enxaguante bucal na higienização final da boca, pouco antes de dormir, e bochechar por no máximo 45 segundos.

Se você quer cuidar bem dos seus dentes e da saúde da sua boca, faça uma boa higienização e vá ao dentista com regularidade. Prevenir é sempre o melhor remédio!

Agora que você já sabe como o uso correto do enxaguante bucal é importante, compartilhe este post nas redes sociais e ajude outras pessoas!

The following two tabs change content below.

Drª Talitha

A Drª Talitha de Cássia Silva Sousa tem 7 anos de atuação na área de odontologia e mais 9 anos de dedicação a área de prótese e reabilitação. Graduou-se em 2011 pela Faculdade de Odontologia de São José dos Campos — UNESP. Em 2014 tornou-se Mestre em Odontologia Restauradora, Especialidade de Prótese Dentária por meio do Programa de Pós-graduação do Instituto de Ciência e Tecnologia campus de São José dos Campos. Desde 2017 cursa Especialização em Ortodontia por meio da Instituição Ortogeo em São José dos Campos, unidade de ensino FACSETE — Faculdade de Tecnologia de Sete Lagoas.
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-